25/09/2015

Epifania (é uma súbita sensação de entendimento ou compreensão da essência de algo)




Com a chegada da maturidade  e o nascimento da minha netinha, chegou também uma nova nota de amor pela vida.  Tão  silenciosa quanto poderosa. Um verdadeiro reset na alma.  Veio colocando os problemas no exato tamanho de sua realidade.   Tudo ficou pequeno e o sentido da coisas se refaz a cada descoberta a cada espanto a cada sorriso da doce Tetê . 

 Com ela estou vivendo doces momentos de epifania, me sentindo como a Clarice Lispector que inúmeras vezes redescobre as coisas e os acontecimentos mais simples como uma criança que se depara com algo pela primeira vez e vive o encantamento. da descoberta.
                  
A pequena  está  com 7 meses e a vovó está  a 4 meses sem fumar, depois de ter fumado mais de 30 anos.  Quando paro pra pensar,  tenho uma sensação estranha, afinal por muitos anos  acreditei que eu jamais conseguiria abondar este vício,mas consegui e a verdade é que sinto ter resgatado a pessoa que era originalmente antes do cigarro, antes de incorporar esse comportamento tabagista estou falando de tudo que fui antes dos 15 anos..  

Não posso me furtar de reconhecer que o desejo de eliminar este habito vinha de longa data, ha mais ou menos uns 4 anos. Assim fui tomando  medidas que achei possível nesse e em cada tempo , elas  dizem respeito a pequenas modificações. Depois de ver uma reportagem sobre os males do cigarro, descobri que a limpeza do pulmão ocorre no período da manhã e que este era o pior horário para inalar essa fumaça toxica. Diante disso não tive duvidas , exclui os cigarros matinais.

O próximo passo ,foi mudar para uma tipo de cigarro suave e reduzir  a nicotina pela metade, porem continuava fumando uma quantidade indevida. Nos últimos dois anos, sempre depois do Ano Novo eu reduzia para três cigarros dia, durante um mês, queria ficar mais tempo assim ,mas  logo o vicio voltava com tudo e eu passava a fumar 20 cigarros a cada 24 horas.Foi um longo caminho.

Agora estou reencontrado  com meu eu, isso é  maravilhoso,  redescubro uma nova força e a máxima "Eu posso" ecoa dentro de mim.Como consegui de fato? Penso que o Start foi com esse vovorecer, com ele fui buscar ajuda e a primeira e mais pratica foi química , usei o que ha de mais moderno no tratamento  anti tabagismo, período que durou  dois meses . 

Usei a medicação como apoio e quando senti que a dependência química a nicotina estava sob controle, fui diminuindo a dose . Em uma semana me livrei dos remédios. Agora estou bem e sinto no meu coração  que não  vou retroceder.                  

As vezes olho ali atrás  e tenho a sensação que aquela fumante compulsiva nunca fez parte de mim, um verdadeiro estranhamento, em outros momentos sinto que ela esta ali a espreita a espera de uma nova oportunidade que decididamente não permitirei que aconteça

É como se, o período que fui possuída pelo vício ,tenha revelado o  meu auto encarceramento existencial e agora uma força  maior toma posse da minha vontade e simplesmente resolve  me libertar, estou  deliberadamente sob a chancela da vontade de poder. 

As três primeiras semanas,  foram as mais difíceis, com instantes de ansiedade abruptos que se dissipam com a mesma velocidade do click de um isqueiro.Mas o mais incrível e que vale uma analise, eram os sonhos, tinha pesadelos terríveis, sempre que estava sendo roubada ou que um bandido estava querendo extirpa uma pedaço do meu corpo. 

É mole? Imagino que se deva exatamente a falta química da nicotina no corpo, o cérebro representa isso como algo ruim afinal esta viciado. Terrível , não?.
Felizmente a fase dos pesadelos passou, e com isso a bonança  interior começa a se avolumar e em meu intimo  a base da minha estrutura  de pensamento começa a encontrar paz.

Certa vez um psiquiatra falou que largar o cigarro em termos de comprometimento químico,emocional e comportamental era mais dificil do que largar a cocaína, apesar de nunca ter usado cocaína posso entender de onde vem essa afirmação,realmente os fatores que vedam essa dependência tabagista transcendem a coisa química.

Felizmente o momento certo aconteceu, ele esta inteiramente ligado a estrutura de pensamento aos valores, a afetividade a emoção,ao perdoar-se e ao permitir-se. Finalmente entendi que sou o que posso ser, que fiz tudo que fui capaz de fazer e que somos todos anjos em universo terrivelmente infinito e hostil a nossa pequena compreensão. Então que sejamos tudo que pudermos no tempo que pudermos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário